Edição 07

Técnicas alternativas podem detectar poluição atmosférica
Um dos grandes empecilhos ao estabelecimento de estações de controle da qualidade do ar em Campo Grande, MS, o alto custo dos equipamentos de detecção, orçados em milhares de dólares, pode ser superado pela proposta apresentada pelo chefe do Departamento de Patologia da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo - USP, Dr. Paulo Saldiva: a utilização de técnicas alternativas para verificar os índices de poluição atmosférica.

Contrato de termelétrica de Corumbá é assinado
O governador José Orcírio Miranda dos Santos, e o senador Delcídio do Amaral, participaram ontem em Santa Cruz de La Sierra, na Bolívia, da assinatura, como testemunhas, do contrato entre a Cooperativa Regional de Eletrificação (CRE), a MPX e a MSGás, para a construção da termelétrica de Corumbá.

Período de defeso começa nos rios do Pantanal em novembro
Neste ano os rios estaduais e federais do Pantanal iniciam o período de defeso para reprodução dos peixes no dia 3 de novembro e terminará no dia 28 de fevereiro de 2005. E todas as modalidades de pesca ficam proibidas até 31 de março nas reservas de recursos pesqueiros.
PNUMA pede regulamentação de emissões tóxicas na atmosfera
Especialistas em meio ambiente da América Latina e do Caribe pediram no dia 26 de outubro, em Assunção (Paraguai), que sejam adotadas medidas legais para frear a produção, o uso e o consumo de substâncias que danificam a camada de ozônio, como os CFC (clorofluorocarbonos).
260 milhões de brasileiros e uma só natureza
Em 34 anos, a população brasileira praticamente dobrou em relação aos 90 milhões de habitantes da década de 1970 e, somente entre 2000 e 2004, aumentou em 10 milhões de pessoas. Em 2050, serão exatos 259,8 milhões de brasileiros. As projeções, divulgadas no mês de setembro pelo IBGE - Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, reavivaram as discussões sobre o aumento da população e seu efeito sobre o meio ambiente.
Ibama e Tractbel são punidos em Santa Catarina
O Ministério Público Federal acaba de ajuizar ação civil pública contra a Tractebel (Usina Jorge Lacerda de Santa Catarina) requerendo que a termoelétrica seja submetida a uma Auditoria Ambiental, visando precisar o volume e espécie de poluição produzidos, seus efeitos ecológicos, especialmente sobre a saúde humana, bem assim a indenização às pessoas vitimadas por doenças em razão das emissões.
Mundo precisa de "chacoalhão", diz ambientalista
Somente um evento catastrófico e repentino poderá colocar o planeta no rumo de uma economia ambientalmente sustentável. Esse "11 de setembro" ecológico deve acontecer nos próximos dois anos, na forma de uma alta maciça no preço dos alimentos causada pela queda na produção de grãos da China, resultado da degradação ambiental.
Paz e meio ambiente
Ao conferir a uma ambientalista o prêmio Nobel da Paz de 2004, o comitê que a escolheu prestou um relevante serviço à sociedade. As conexões entre os temas da paz e do meio ambiente são, ainda hoje, precariamente percebidas. Ao valorizar a questão ambiental como essencial para a paz, o comitê do prêmio Nobel ajuda a expandir a consciência coletiva nessa direção.
EUA, Europa e Ásia são campeões em poluição
Pesquisadores da Agência Espacial Européia (ESA) constataram que grande parte das regiões dos EUA, Europa e nordeste da Ásia são as que possuem as maiores concentrações de poluentes da Terra. As informações constam no maior levantamento já realizado do impacto humano na qualidade do ar do planeta, que revelou também que nenhum país da América do Sul registra poluição em grande escala.
Domitila Barrios se identifica com a luta dos índios guató
A boliviana Domitila Barrios de Chungara, 66 anos, e o cacique Severo Ferreira, da tribo guató, os canoeiros do Pantanal se encontraram durante a realização do Festival da América do Su em Corumbá, MS, na beira do rio Paraguai. Ambos têm uma história de persistência e força, que se confunde na busca de seus ideais para garantir o mínimo de dignidade e direitos negados pela sociedade e pelo poder capitalista.
Expediente:

O JORNAL REPENSAR faz parte do projeto “Pantanal e os riscos da contaminação” financiado pela New World Foundation, executado pela ong Ecoa - Ecologia e Ação, em parceria com a Coalizão Rios Vivos.

Jornalista responsável: Patrícia Zerlotti (DRT - 085/MS)
Jornal Repensar / Ecoa - Ecologia e Ação
Telefone: (67) 324 3230
E-mail: zerlotti@bol.com.br
Site: www.riosvivos.org.br/contaminacao