Ecoa - Rios Vivos

Você está em:

Hidrovias

Rios e áreas alagáveis estão entre os mais frágeis e ameaçados ecossistemas no mundo.

O modo com que têm sido manejados e utilizados tem causado degradação ambiental, em particular pode-se destacar fatores tais como: hidroelétricas e represas, transporte de águas, agricultura intensiva, desmatamentos, poluição, urbanização, drenagem, mecanismos de prevenção de enchentes e regulação dos cursos dágua. Um número considerável de rios perderam completamente suas funções e valores naturais, seus hábitats e espécies

Historicamente o transporte fluvial, unindo regiões e países, foi fundamental para a economia da Europa e América na época que não existia ferrovias nem estradas. Atualmente, as hidrovias trazem benefícios econômicos apenas para poucos privilegiados e corporações transnacionais nos países em desenvolvimento. Existem alternativas melhores para o transporte de carga. Além disto, as hidrovias propostas para a América do Sul, por exemplo, trarão severos impactos para as terras habitadas por indígenas, aumentando a pressão econômica sobre eles e destruindo sua cultura tradicional, causando sua expulsão dos territórios ancestrais. Nestas regiões, a produção de mercadorias (principalmente a soja), destinada em grande parte para o consumo Europeu, tem custos ambientais, culturais e sociais inaceitáveis. O preço destas mercadorias no mercado não internaliza estes custos, o resultado final deste desenvolvimento é uma maior concentração dos lucros e aumento da pobreza, bem como a destruição dos modos tradicionais de e valores.

Hidrovias e desenvolvimento sustentável:


Conforme a estratégia da comissão européia, o transporte de mercadorias na Europa deve mudar de estradas para ferrovias e hidrovias interiores. As razões que regem esta estratégia estão baseadas em considerações ambientais: o transporte rodoviário produz poluição atmosférica, alterações climáticas, poluição sonora, degradação, e tem implicações de segurança. A navegação parece oferecer um meio mais limpo e energeticamente mais eficiente (menos energia, menos barulho e menos poluição) além de ser uma boa alternativa para o transporte rodoviário. Porém, apesar das vantagens que as hidrovias apresentam sobre o transporte rodoviário, existem várias repercussões negativas, tanto ambientais quanto sociais.

A hidrovia não é a única solução para a implementação do transporte visto que causam danos aos ecossistemas hídricos que conectam ambientes de áreas úmidas e recursos hídricos. Podem ainda causar impactos sócio- econômicos, como aumentar o risco de enchentes, diminuir a qualidade da água, diminuir o potencial pesqueiro, perda de valores sociais, pouco retorno econômico e aumentar os custos dos tributos.
Estas instituições apóiam projetos da ECOA e Coalizão Rios Vivos e não necessariamente as informações veiculadas no portal.
InnBativel Mott Foundation
2004 © ECOA. Todos os direitos reservados
ECOA- ECOLOGIA E AÇÃO (67) 3324-3230